Quinta, 22 Julho 2021 15:26

Polícia Civil prende dois homens com drogas e armas no Centenário

 
Agentes do SIOP (Setor de investigação e Operação) da DRE (Delegacia de Repressão ao Entorpecente) prenderam nesta quarta-feira, 14, os venezuelanos L. A. M. A, de 38 anos, e J. E. B. M, de 29 anos. Os dois foram flagrados no estacionamento de um supermercado, no bairro Centenário, com uma sacola contendo pedras de crack. Mais drogas e material para pesagem, além de um revólver calibre 38 com munições, também foram apreendidos na casa de um dos suspeitos.
Conforme a delegada da DRE, Francilene Lima Hoffmann de Vargas, os agentes passaram a monitorar o suspeito após obterem informações de que J. E. B. M. atuava com venda de drogas na região.
Na tarde de ontem, por volta das 16h30, ele foi avistado saindo da residência onde mora, numa vila localizada no Bairro Centenário, carregando uma sacola plástica azul.
O suspeito estava acompanhado de L. A. M. A. e caminharam até um supermercado próximo. No estacionamento do local, os dois se separaram, oportunidade em que os agentes fizeram a abordagem a ambos.
Na sacola que J.E.B.M portava, foi encontrada uma pedra grande de crack. Com as evidências, os policiais diligenciaram até a casa do suspeito, onde se encontravam a mãe e a esposa dele.
No local, foram encontrados, dentro de um cesto de lixo, um resolver calibre 38, com seis munições intactas e outras sete munições soltas. Também foram apreendidas mais pedras de substâncias aparentando ser crack no cesto de roupas. Os policiais apreenderam ainda uma balança de precisão e quatro telefones celulares. No total, foi apreendido um quilo de droga.
Todo o material e os envolvidos foram levados à sede da DRE, onde a delegada lavrou um APF (Auto de Prisão em Flagrante) em desfavor dos dois homens por tráfico de drogas e associação ao tráfico. O suspeito J.E.B.M. foi autuado também por posse ilegal de armas e de munições de uso permitido.
Na delegacia, com o suspeito L. A. M. A., foram encontradas duas cédulas de identidade. Ele confessou que um dos documentos pertencia ao irmão dele, que mora na Venezuela e, que sempre se apresentava com o documento do irmão. Ele foi autuado ainda por crime de falsidade ideológica.
Os dois homens foram apresentados na manhã desta quinta-feira (15) na Audiência de Custódia.