Terça, 13 Julho 2021 20:12

Polícia Civil indicia homem que furtou telhas de galpão no bairro Caimbé

Polícia Civil indicia homem que furtou telhas de galpão no bairro Caimbé Ascom/Polícia Civil

Os agentes do SIOP (Setor de Investigação e Operação) do 2º DP (Distrito Policial), após realizarem várias diligências, conseguiram identificar e localizar R. A. C, acusado de furtar telhas de um galpão localizado no bairro Caimbé, avaliadas em R$ 6.000,00.

As investigações tiveram início após o registro de BO (Boletim de Ocorrência) no mês de junho deste ano, quando foi relatado que um funcionário contratado para realizar um serviço de serralheria, havia furtado 16 telhas de zinco.

O crime foi registrado através de imagens captadas próximo ao local onde o furto ocorreu. Conforme o diretor do DPJC (Departamento de Polícia Judiciária da Capital), delegado Fernando Olegário, o suspeito R. A. C, contratou um caminhão de frete para carregar as telhas e vendeu o material para um conhecido pelo valor de R$ 2.500,00.

Além das telhas furtadas, o suspeito também furtou outros objetos, tais como máquina de solda, uma esmerilhadeira e uma extensão elétrica.

A ação foi filmada e publicada em redes sociais pela vítima, com o intuito de identificar o autor do furto. E os vídeos chegaram até o conhecimento do acusado.

“Durante o processo de investigação, a vítima registrou novo Boletim de Ocorrência no qual relatava que estava sofrendo ameaças por parte do acusado, através de ligações telefônicas. Ele se dizia ser membro de uma facção e que se a vítima não retirasse as imagens divulgadas em redes sociais que mostravam o furto, ele seria morto”, enfatizou o delegado.

Com a identificação do suspeito, foram realizadas várias diligências com o objetivo de localiza-lo. Após vários dias de buscas, os policiais civis conseguiram um contato com a esposa do acusado e ele foi intimado a comparecer na unidade policial, onde foi acompanhado de um advogado.

Durante o interrogatório, A. C., confessou ter cometido o furto, e informou que devolveu a máquina de solda, esmerilhadeira e a extensão elétrica à vítima. Os policiais apreenderam as telhas em poder da pessoa para quem o suspeito havia vendido.

O delegado indiciou o acusado pelo crime de furto, e ele vai responder ao procedimento em liberdade, por não ter sido preso em flagrante. Quanto ao crime de ameaça, foi lavrado contra ele um TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência).