Segunda, 22 Fevereiro 2021 21:18

CRIME ORGANIZADO - Polícia Civil cumpre mandados de prisão e de busca e apreensão contra integrantes de facção

Os alvos da operação integram uma facção criminosa e são acusados de executarem integrantes de facções rivais Os alvos da operação integram uma facção criminosa e são acusados de executarem integrantes de facções rivais Ascom/Polícia Civil

Uma ação de combate à atuação de integrantes do crime organizado foi deflagrada nas primeiras horas desta segunda-feira, 22, em Boa Vista. A ação visa o cumprimento de seis mandados de prisão e quatro mandados de busca e apreensão. Os alvos da operação integram uma facção criminosa e são acusados de executarem integrantes de facções rivais. Até às 14 horas, cinco pessoas foram presas por força de mandado de prisão durante a operação e, destes, um deles foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e organização criminosa.

Por volta de 4 horas da madrugada policiais realizaram o briefing da operação com o delegado Geral adjunto, Eduardo Wayner e o delegado que preside as investigações Wesley Costa Oliveira, titular da Delegacia de Alto Alegre, na sede da DG (Delegacia Geral), na Cidade da Polícia Civil.

A operação policial foi coordenada pela Delegacia Geral e contou com a participação de policiais da Delegacia de Alto Alegre, do DPJI (Departamento de Polícia Judiciária do Interior), do DHPP (Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa), da DGH (Delegacia Geral de Homicídios), do DRACO (Distrito de Repressão às Ações Criminosas Organizadas), o DENARC (Departamento de Narcóticos), DRE (Delegacia de Repressão ao Entorpecente), do DOPES (Departamento de Operações), do GRT (Grupo de Resposta Tática), do GRI (Grupo de Resposta Imediata), do DPJC (Departamento de Polícia Judiciária da Capital), 1º DP, do 2º DP, 3º DP e 5º DP.

EXECUÇÃO – De acordo com informações prestadas pelo delegado Wesley Oliveira, as prisões são resultados de investigações que vislumbram esclarecer o assassinato de Windson Huriel Santos Mesquita, de 19 anos, morto com três tiros, sendo um na nuca e dois nas costas, no dia 03 deste mês, nas proximidades de uma torre de telefonia, no vilarejo Recrear, Zona Rural de Alto Alegre.

Logo após o crime, os agentes do SIOP (Setor de Investigação e Operação) de Alto Alegre iniciaram as diligências e com apoio de policiais do 2º e 5º DP e identificaram inicialmente três pessoas que teriam participado do crime.

Destes, um deles foi preso em flagrante no dia 05 de fevereiro. Trata-se G. F. R. S., de 23 anos, que confessou o crime e alegou que a motivação foi porque a vítima seria integrante de uma facção rival e que estaria mapeando pessoas ligadas à facção a que faz parte, com intuito de repassar aos líderes para matá-las.

DILIGÊNCIAS – Após a prisão do integrante da organização criminosa, G. F. R. S., os policiais continuaram as diligências para localizar os demais e, ainda, uma mulher que também participou do crime. O delegado Wesley Oliveira representou pela prisão de seis pessoas e pela busca e apreensão de dois veículos e, ainda, em quatro residências ligadas aos criminosos.

MOTOCICLETA APREENDIDA – Durante as diligências realizadas pelos policiais civis para localizar um dos alvos da operação, no bairro Nova Cidade, foi localizada uma motocicleta com restrição de furto e roubo. Trata-se de uma motocicleta Honda 150 Fan, de cor prata, de placa NAN-9686. O veículo estava em poder de um adolescente.

OPERAÇÃO – Por volta das 6 horas desta segunda-feira, os policiais iniciaram as diligências para cumprir os mandados de busca e apreensão e de prisão nos bairros Jardim Olímpico, Jardim Tropical, Senador Hélio Campos, Cambará e Operário.

No bairro Jardim Tropical, as equipes da DRE e Denarc cumpriram o mandado de prisão na residência de B. S. C., de 21 anos. Na ocasião os policiais apreenderam duas porções de uma substância aparentando ser Skunk. O homem, além do cumprimento do mandado de prisão, foi autuado em flagrante por crime de tráfico de drogas.

No bairro Senador Hélio Campos, os policiais apreenderam um veículo Gol, de cor vermelha, usado, segundo as investigações, por integrantes da facção para o suporte na prática de crimes.

Foram cumpridos também os mandados de prisões de M. F. C., de 18 anos, P. C. M., de 29 anos, A. B. C. X., de 24 anos e A. S. S., de 24 anos. Diligências estão sendo realizadas para cumprir o mandado de prisão de uma pessoa que não foi localizada e foi dada como foragida.

Para o presidente das investigações, delegado Wesley Oliveira, a ação da Polícia Civil foi de extrema importância para fazer frente à atuação de integrantes de organizações criminosas.

“Esse trabalho é um enfrentamento às organizações criminosas. Trata-se de uma organização criminosa que vem atuando com a execução de membros de facções rivais. Essa operação foi deflagrada para debelar essa ação, essa capacidade dessa Orcrim de execução de novos homicídios. Essa organização criminosa é responsável por vários crimes, mas neste caso específico foi um em que eles executaram a vítima no município de Alto Alegre. Identificamos todos os componentes que atuaram nesta execução e representamos pela prisão deles. São seis mandados de prisão e quatro mandados de busca e apreensão”, informou o delegado.