Quinta, 11 Fevereiro 2021 21:18

Policiais civis cumprem quatro mandados de prisão nesta quinta-feira

Policiais civis cumprem quatro mandados de prisão nesta quinta-feira Ascom/Polícia Civil

Uma ação realizada pela Polícia Civil de Roraima resultou na prisão de quatro pessoas ao longo desta quinta-feira, 11. Três mandados de prisão foram cumpridos no início da manhã, num trabalho integrado entre os agentes da Polinter (Delegacia de Polícia Interestadual) com apoio dos policiais do GRT (Grupo de Resposta Tática). No início da tarde, uma quarta pessoa foi presa.

O primeiro a ser preso foi o autônomo R.S.S. de 39 anos, por tráfico de drogas. Ele teve sua prisão expedida pela Vara de Entorpecentes de Boa Vista, por ter sentenciado de forma definitiva à pena de cinco anos e dez meses em regime inicialmente semiaberto. O homem foi preso em sua residência, no bairro Buritis e não resistiu à prisão.

O processo contra o autônomo é decorrente de sua prisão ocorrida no dia 10 de outubro de 2017, quando foi abordado por policiais da DRE (Delegacia de Repressão a Entorpecentes) praticando o tráfico de drogas nas proximidades de uma escola no bairro Buritis. Na ocasião os policiais diligenciaram na casa do infrator e, também, da mãe dele, quando foram apreendidas drogas, dinheiro e balança de precisão.

O segundo mandado de prisão também foi cumprido também no bairro Buritis. Os agentes localizaram o mecânico de moto D. S. A., de 29 anos, em sua residência. Contra ele havia um mandado de prisão expedido pela Comarca de Alto Alegre, com pena de cinco anos em regime inicialmente semiaberto, por tráfico de drogas e associação ao tráfico.

O crime ocorreu no dia 04 de Julho de 2017, quando por meio de uma denúncia anônima a polícia civil da região abordou o jovem às margens da RR-205 e encontrou em sua posse quatro volumes de um produto aparentando ser droga para ser revendida.

A terceira prisão foi em desfavor do pedreiro W.A.S., de 33 anos. O mandado de prisão contra ele foi expedido pela 1ª Vara Criminal, que foi sentenciado de forma definitiva à pena de sete meses por crime de embriaguez no volante.

O crime ocorreu no dia 21 de maio de 2017, quando dirigindo alcoolizado na Avenida Carlos Pereira de Melo, o pedreiro ao ultrapassar outro carro arremessou lama no veículo. O motorista do outro carro passou a persegui-lo, quando o pedreiro arremeteu o seu carro na lateral do outro, causando o acidente. À época, ele foi submetido ao teste do bafômetro e confessou estar embriagado.

No início da tarde, a equipe da Polinter cumpriu o mandado de prisão contra J. M. G. S., de 22 anos. Ele foi sentenciado de forma definitiva à pena de oito anos de reclusão em regime inicial semiaberto pela prática dos crimes de tráfico e associação para o tráfico de drogas. Ele foi preso no bairro Senador Hélio Campos.

O processo contra J. M. G. S., é decorrente de uma prisão do dia 19 de abril de 2018, quando foi preso em flagrante por uma guarnição da Polícia militar, no bairro Santa Luzia. Os policiais foram abordados por populares que reclamaram não suportar mais a situação de tráfico que estaria sendo praticada na residência do suspeito. Os policiais fizeram buscas na residência e apreenderam drogas em dois quartos, usados por J. M. G. S., e pelo irmão dele.

Todos os conduzidos foram colaborativos com a ação policial e não resistiram à prisão. Eles foram levados à sede Polinter para cumprimento dos trâmites formais, depois foram submetidos a exame de integridade física no IML (Instituto de Medicina Legal) e, por fim, entregues à Justiça para Audiência de Custódia.