Quinta, 29 Outubro 2020 19:27

COVID-19 - Governo testa todos os servidores da Polícia Civil

Na Polícia Civil de Roraima a testagem de todos os servidores foi gerenciada pela Delegacia Geral, em parceria com a Sesau Na Polícia Civil de Roraima a testagem de todos os servidores foi gerenciada pela Delegacia Geral, em parceria com a Sesau Ascom/Polícia Civil
A última ação de testagem para detecção da COVID-19 nos servidores das delegacias do interior de Roraima ocorreu durante a terça-feira, 27. As unidades que receberam o serviço foram às delegacias de São João da Baliza e Rorainópolis.
 
Pela manhã, 20 servidores foram testados em São João da Baliza. Do total, oito tiveram resultados positivo para a doença, três deles ainda em fase de transmissão. Os 12 demais servidores testaram negativo.
 
Durante a tarde a equipe esteve em Rorainópolis. Dos 17 servidores do município, 11 testaram positivo, mas apenas três tiveram que ser afastados por ainda transmitir a COVID-19. Os seis restantes testaram negativo.
 
A ação de testagem em massa é uma iniciativa do Governo do Estado para mapear o avanço da pandemia causada pelo Coronavírus em Roraima.
 
Na Polícia Civil de Roraima a testagem de todos os servidores foi gerenciada pela Delegacia Geral, em parceria com a Sesau (Secretaria de Saúde).
 
Em setembro os agentes que atuam na Capital puderam realizar os testes numa grande ação que ocorreu no estacionamento da Delegacia Geral. As unidades do interior receberam a testagem durante o mês de outubro. Os testes foram aplicados por uma equipe do NSAP (Núcleo de Saúde e Assistência Psicossocial) da Polícia Civil.
 
Os trabalhos em São João da Baliza e Rorainópolis foram avaliados pelos delegados dos municípios. Fernando da Cruz, titular de São João da Baliza, enfatizou a importância dos serviços, pois permite uma maior segurança ao servidor. Já o delegado Cid Guimarães, titular da
Delegacia de Rorainópolis, destacou que o trabalho demonstra a valorização para com o servidor.
 
Com fim das visitas, delegacias do interior passarão por reformas -Em paralelo a ação de saúde, todas as 10 delegacias do interior receberam a visita de uma equipe multidisciplinar que avaliou estrutura física, além das condições de trabalho de cada unidade.
 
De acordo com o diretor do DPJI (Departamento de Polícia Judiciária do Interior), Márcio Amorim, o maior objetivo foi cumprido. “Ao iniciarmos esta jornada, queríamos averiguar in loco a real situação estrutural das delegacias e fazer um levantamento completo de tudo que é preciso para reestruturar nossas unidades de atendimento no Interior, para possibilitar que a equipe trabalhe em condições dignas, entregando um serviço de excelência para população”, disse.
 
O diretor explicou que o próximo passo será apresentar ao delegado Geral um relatório que guiará os projetos de reformas nas unidades. Segundo ele, durante todo este tempo o trabalho foi acompanhado por um engenheiro e, com esse levantamento minucioso de cada delegacia, será realizado um plano de ação para revitalizar toda a estrutura do interior.
 
Segundo o Delegado Geral, Herbert de Amorim Cardoso, o trabalho compõe um serviço único em todo o estado, pois foi possível fazer um diagnóstico real das condições estruturais das delegacias.
 
“Tudo isso graças ao governador Antonio Denarium, que nos permitiu realizar este trabalho, garantindo a verba para as reformas e também para a construção de novas sedes. Mostrando, com isso, a importância de toda e qualquer delegacia, seja ela na Capital ou no Interior”, disse.
 
Além da atenção dada à parte física, as visitas também tiveram o objetivo de realinhar as demandas do dia-a-dia das delegacias. Uma equipe multidisciplinar composta por um técnico de informática, um engenheiro, agentes do Núcleo de Estatística, além de um assessor de comunicação, buscou identificar e resolver problemas decorrentes ao fluxo de trabalho.
 
A agente de Polícia Carcerária, que também é assistente social, Leocinir Barros do Nascimento, lotada no NSAP, destacou a importância desta ação.
 
“Somente em Rorainópolis tivemos quatro policias que solicitaram o atendimento psicológico. Eles já foram encaminhados para o Centro de Qualidade de Vida. Isso mostra que estamos cuidando com eficiência de todos os setores necessários para que o funcionário entregue um bom serviço de segurança, estando ele amparado em todos os aspectos”, frisou.
 
Para o Delegado Geral, as visitas têm sido gratificantes e mostram que todas as unidades policiais têm a mesma importância tanto para a administração, quanto em relação ao serviço que uma delegacia desempenha em prol da região que ela atende.
 
“Ir até os servidores da ponta, conversar com eles, vê as necessidades e saber que temos condições de melhorar e transformar a realidade da Polícia Civil, com certeza, nos motiva e mostra que estamos no caminho certo para tornar nossa polícia muito melhor”, complementou.