Quinta, 25 Novembro 2021 19:29

Institutos recebem doação de insumos da Cruz Vermelha

A pandemia tem dificultado a aquisição destes materiais. A pandemia tem dificultado a aquisição destes materiais. Ascom/Polícia Civil
Os institutos da PCRR (Polícia Civil de Roraima) receberam do CICV (Comitê Internacional da Cruz Vermelha), na terça-feira, dia 23, a doação de mais de 2 mil sacos mortuários, luvas de procedimento simples e cirúrgicas, além de insumos específicos para o Laboratório de Genética.
 
A diretora do IML (Instituto de Medicina Legal), Marcela Campelo, destacou a quantidade expressiva de material recebido. Para ela, o momento da doação também foi oportuno, uma vez que a pandemia tem dificultado a aquisição destes materiais.
 
“Além de estarmos distantes dos grandes centros, temos dificuldades para a compra de material na pandemia. Essa é a primeira vez que recebemos uma quantidade tão grande de insumos, que são extremamente necessários para as nossas atividades diárias”, afirmou.
 
O diretor do IIOC (Instituto de Identificação Odílio Cruz), Hênio Stânio Lima Andrade, afirmou que a parceria entre as instituições tem sido fundamental no trabalho de reconhecimento de migrantes no Estado.
 
“Mais do que uma doação de material, que é primordial para o desempenho das nossas atividades, é necessário falar que a CICV tem trabalhado ao nosso lado no contato com as famílias de migrantes, ajuda esta fundamental no trabalho de identificação de estrangeiros”, concluiu.
 
O diretor do IC (Instituto de Criminalística), Sttefani Ribeiro, informou que recebeu 2 mil microtubos, destinados ao Laboratório de Genética Forense, além de outros insumos.
 
Política humanitária - A doação dos sacos mortuários e insumos faz parte da política humanitária forense da CICV. Para o Comitê, quando as pessoas morrem durante uma guerra, violência, desastre ou migração, os seus corpos devem ser tratados com respeito e dignidade. Para CICV, os restos mortais devem ser encontrados, recuperados e identificados. A ação humanitária inclui investigação e cooperação com a ciência forense, oferecendo as ferramentas e as competências necessárias para realizá-las.