Quarta, 06 Outubro 2021 20:05

EM RORAINOPÓLIS- Polícia Civil prende dupla acusada de cometer vários roubos e o receptador

Com a prisão dos suspeitos foi possível desarticular a atuação deles no crime Com a prisão dos suspeitos foi possível desarticular a atuação deles no crime Ascom/Polícia Civil
Investigações realizadas por meio dos agentes do SIOP (Seção de Investigação e Operação) da Delegacia de Rorainópolis esclareceram um crime de roubo ocorrido na cidade e levaram à prisão de duas pessoas pelo crime. Uma terceira pessoa, acusada como sendo o receptador e que comprava os objetos roubados também foi presa.
 
As prisões dos acusados de roubo ocorreram na quinta-feira (30) e, nesta sexta-feira (1º), foi preso o venezuelano N. I. M. D., 23 anos, pelo crime de receptação.
 
De acordo com o delegado titular da Delegacia de Rorainópolis, Cid Guimarães, as investigações tiveram início após um registro de BO (Boletim de Ocorrência) relatando o roubo de um celular, em uma rua do bairro Gentil Carneiro, conhecido como Portelinha, no município de Rorainópolis, no dia 28 de setembro deste ano.
 
“Imediatamente dos agentes deram início as investigações e durante as diligências conseguiram identificar o suspeito. Eles chegaram até uma residência, localizada em uma área de difícil acesso, próxima a uma mata, onde foram encontradas as roupas usadas pelo infrator no dia do roubo, mas ele não estava no local”, disse.
 
No dia seguinte, a Polícia Militar prendeu J.R. R., acusado de participação em um roubo com simulacro de pistola, em uma residência do bairro Gentil Carneiro. Na delegacia ele foi reconhecido como sendo o suspeito investigado pelo roubo do celular que vinha sendo investigado pelos policiais civis.
 
“O simulacro utilizado por J. R. R., foi reconhecido pela vítima do roubo do celular e durante o interrogatório ele confessou ter cometido o crime e delatou o comparsa, M. S. S., que vem agindo com ele na prática de crimes no município, inclusive participou do roubo do celular”, enfatizou o delegado.
 
As diligências seguiram ininterruptas e continuadas e, com a informação da identidade de quem havia comprado o celular, os policiais civis identificaram e localizaram o venezuelano N. I. M. D., acusado de comprar o aparelho de telefone Motorola G7 pela quantia de R$ 150,00.
 
Em ato contínuo os agentes seguiram até a casa do venezuelano e lá encontraram uma bicicleta roubada, e o telefone Motorola G7, que já havia sido revendido para uma mulher, pela quantia de R$ 300,00.
 
“A compradora do celular foi intimada a comparecer na delegacia, e devolveu o telefone, além de confirmar ter comprado o celular da esposa de N. I. M. D., que é responsável pela compra os produtos roubados por J. R. R e M. S. S, inclusive ele já responde a dois procedimentos por receptação”, esclareceu Guimarães.
 
O delegado lavrou um APF (Auto de Prisão em Flagrante) em desfavor de J.R. R. por roubo e ele foi apresentado à Audiência de Custódia nesta sexta-feira, 1º. A prisão em flagrante foi homologada pela Justiça e convertida em prisão preventiva. Ele foi encaminhado à PAMC (Penitenciária Agrícola do Monte Cristo).
 
Quanto a M. S. S, por não está em situação de flagrante, ele foi liberado e vai responder ao inquérito de roubo em liberdade.
 
O venezuelano N. I. M. D. foi autuado em flagrante pelo crime de recepção. Com a prisão dele, as diligências apontaram que ele comprou objetos furtados e roubados referentes a cinco BO’s (Boletins de Ocorrências) no qual registrados na Delegacia de Rorainópolis. O venezuelano será apresentado à Audiência de Custódia neste sábado (02).
 
Para o delegado, com a prisão dos suspeitos, foi possível desarticular a atuação deles no crime e esclarecer vários casos registrados em Rorainópolis.