Sexta, 24 Setembro 2021 19:50

Polícia Civil prende acusado de tráfico de drogas no bairro Cauamé

Todo o material apreendido e os dois envolvidos foram levados à sede da DRE Todo o material apreendido e os dois envolvidos foram levados à sede da DRE Ascom/Polícia Civil
Mais uma investigação da PCRR (Polícia Civil de Roraima) realizada pelos agentes do SIOP (Seção de Operação e Investigação) do DENARC (Departamento de Narcóticos) e da DRE (Delegacia de Repressão ao Entorpecente), nesta terça-feira, 21, terminou na prisão de um homem envolvido com o tráfico de drogas na Capital. Além disso, foram apreendidos um veículo Corola, drogas e dinheiro proveniente do tráfico.
 
De acordo com a delegada titular da DRE, Francilene Lima Hoffmann de Vargas, com a informação de que R.S.V, de 40 anos, conhecido como “Buda” estaria com cocaína preparada para venda, os agentes passaram a investigá-lo. O suspeito é uma das vítimas sobreviventes da chacina conhecida como “chacina do Cauamé” ocorrida no ano 2000 em Boa Vista.
 
Em investigação na tarde de ontem, por volta das 16h, os agentes avistaram o suspeito saindo da residência de sua mãe, no bairro Buritis, em um veículo Corolla, quando foi seguido pelos agentes.
 
“Ele fez a primeira parada em uma residência próxima e, no local, realizou uma provável entrega de droga para um homem não identificado. Em seguida, o investigado foi acompanhado até o bairro Cauamé, momento em que realizou uma venda de droga para um senhor”, contou a delegada.
 
Os policiais realizaram a abordagem no momento da venda, conforme relatou a delegada. Naquele momento, R.S.V admitiu aos policias que tinha acabado de vender fiado a porção de cocaína ao indivíduo identificado como R.M.S.
 
“Ele falou ainda que tinha mais droga guardada em outros locais e que entregaria a polícia”, detalhou a delegada.
 
Em diligência contínua, os policiais voltaram à casa da mãe do suspeito e encontraram um pacote de substância aparentando ser de cocaína enterrada no quintal e quatro pacotes de substância também aparentando ser cocaína em um depósito na casa.
 
Dando continuidade à ação, os agentes foram na casa do suspeito, no Vila Jardim e lá apreenderam mais uma porção de droga e a quantia de R$ 264 reais.
 
Todo o material apreendido e os dois envolvidos foram levados à sede da DRE onde a delegada lavrou um APF (Auto de Prisão em Flagrante) em desfavor de R.S.V por tráfico de drogas e contra R.M.S. foi lavrado um TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência) por uso de drogas, sendo liberado em seguida, para responder ao procedimento em liberdade.
 
A análise feita pelo IC (Instituto de Criminalística) apontou o total de 200g de cocaína apreendida na ação. Após a conclusão de todos os trâmites legais o acusado R.S.V., foi apresentado para a Custódia da Polícia Civil. Na manhã desta quarta-feira ele foi apresentado na Audiência de Custódia e a Justiça homologou sua prisão em flagrante e converteu em prisão preventiva.