Sexta, 17 Setembro 2021 22:38

Polícia Civil moderniza Sistema de Identificação Civil e Criminal Multibiométrico

Novas ferramentas e funcionalidades devem ser implantadas buscando a melhoria no atendimento à população Novas ferramentas e funcionalidades devem ser implantadas buscando a melhoria no atendimento à população Ascom/Polícia Civil

O Sistema Automatizado e Integrado de Identificação Civil e Criminal Multibiométrico e de investigação forense, Padrão ABIS DERMALOG Identification Systems GmbHo, utilizado pelo IIOC (Instituto de Identificação Odílio Cruz) da PCRR (Polícia Civil de Roraima) será totalmente atualizado e modernizado. O governador Antonio Denarium autorizou a renovação do contrato com a empresa M.I. MONTREAL INFORMATICA S.A., que há mais de 20 anos presta serviços ao Estado de Roraima.

Com a renovação do contrato, novas ferramentas e funcionalidades devem ser implantadas, sempre buscando a melhoria no atendimento à população. O contrato foi orçado em R$ 1.964.640,00, com vigência de 12 meses, a contar a partir de primeiro de setembro deste ano e poderá ser prorrogado por até quatro anos.

Antonio Denarium observou que o atual sistema de identificação utilizado pelo Estado de Roraima possui o que há de mais atual em tecnologia, seja na emissão de cédulas de identidade ou na identificação criminal e identificação de pessoas.

"Esta tecnologia precisa estar em conformidade com as leis e normas externas e também com a política interna da própria Polícia Civil do Estado de Roraima. A cédula de identidade é um documento extremamente importante para o cidadão e não poderíamos deixar de renovar o contrato, para que possamos atender às pessoas que necessitam deste serviço", disse.

Conforme informações do delegado Geral Herbert de Amorim Cardoso, junto ao contrato foi assinado um acordo de cooperação técnica, que prevê a impressão de carteiras de identidade civis, de identificação funcional dos servidores da Polícia Civil do Estado de Roraima e de outros Órgãos dos poderes Executivo, legislativo e judiciário do Estado de Roraima em formatos digital, papel ou cartão.

“Além dos serviços que vão beneficiar diretamente os cidadãos, a empresa também ficará responsável pelo fornecimento dos insumos como toner, papel, cartões de identificação, formulários de segurança, manutenção e fornecimento de peças dos equipamentos como servidores, computadores, nobreaks, racks e impressoras”, enfatizou o delegado.

Ainda segundo o delegado, a empresa vai capacitar de forma remota, os servidores da Polícia Civil na área de Tecnologia de Informação, no gerenciamento e manutenção da base de dados e do software, sendo o treinamento realizado semestralmente, na modalidade presencial ou mediante disponibilização de plataforma online.

“Além de contarmos com um serviço de qualidade, teremos mais agilidade na emissão de documentos de identidade que deverão ser entregues no prazo máximo de vinte e quatro horas, a partir do pedido em geração no sistema. Com essa modernização, vamos emitir as novas cédulas de identidade dos policiais civis, inclusive aposentados, em cartão. Depois será avaliada a possibilidade de emissão para os demais cidadãos”, anunciou Herbert Cardoso.

De acordo com o diretor interino do IIOC, Hênio Stanio Lima Andrade, entre os benefícios tecnológicos, a segurança dos serviços também está prevista no contrato, como a flexibilidade para consultar a duplicidade de Cédula de Identidade, emitidas em outras unidades da federação quando da implantação do RIC (Registro de Identidade Civil).

“O sistema vai identificar quando uma pessoa tentar utilizar um documento falsificado ou de outra pessoa, contribuindo assim para o ágil trabalho da polícia, para coibir crimes com uso de documentos falsos”, disse Hênio Andrade.

A ferramenta também proporciona a celeridade e eficiência em situações como a identificação de cadáveres desconhecidos no IML (Instituto de Medicina Legal), cenas de crimes violentos e, também, na rotina das delegacias, além de facilitar a emissão de documentos.

“Por meio da gestão do governador Antonio Denarium, a PCRR vem primando pela melhoria constante dos procedimentos investigativos, com ênfase nas áreas de inteligência policial, tecnologia e gestão da informação e polícia técnica. Consideramos assim que essa ação é um grande avanço para a Polícia Judiciária", ressaltou o delegado Geral.

Uma nova modalidade de atendimento via agendamento, novas formas de pagamento da segunda via do RG e a possibilidade de preenchimento e envio dos documentos por meio de plataforma online para redução do tempo de atendimento, são novas ações que deverão ser implantadas no Instituto dentro do prazo de 45 a 180 dias.