c9b7e398 93a0 4bf8 96d3 0232c836cb79c706e565 c390 4559 a58c cfb8baef1f22d3b709df 6555 4e93 8971 9a86a86bb450e716b7e8 dd7e 4c05 9e23 8eb8a96f6e73

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Polícia Civil através dos policiais da 4° Delegacia de Polícia Distrital, sob a coordenação do delegado Fernando Edson Olegário, realizam nesta sexta-feira (12), a prisão de Wanderson Gomes Sobral. Logo que tiveram conhecimento de boletin de ocorrência dando conta de um furto de objetos que se encontrava em um condomínio, e também com informações prestadas pela vítima,  a equipe policial conseguiu localizar os objetos furtados em poder de Wanderson Gomes Sobral que fou preso no bairro Equtorial. O acusado informou que comprou os objetos de um terceiro que não foi identificado nem localizado. Diante dos fatos Wanderson foi conduzido até a 4ª DPD para os procedimentos de polícia judiciária, sendo flagranteado pelo crime de receptação ( Art. 180 do CP ).

55c77a9b ba15 4c2b bb96 14665dac49cadeeffc30 3549 4b26 8042 eca57b6d0ffde61078bf ed57 4c15 a1f0 cf96e1ef1deeb488d3e0 cc6b 43da 998c 615d82ec0b7a

 

     

 

 

 

 

 

 

 

 

Na sexta feira 05/07 uma ação conjunta entre a equipe do DOPES (Grupo de Resposta Tática - GRT, Núcleo de Inteligência - NI da PCRR e SEJUC levou a prisão de um casal de venezuelanos. Foram presos YUDITH DEL CARMEN ELAICA BUCUY, 41 anos e seu namorado JOSÉ ALEJANDRO CARIAS GAMEZ, 33 anos. Na ocasião foram apreendidos cerca de 5kg de droga Além de dinheiro, ambos foram autuados por tráfico (Art. 33 da Lei 11.343/06). Na manhã de hoje, 09, a SEJUC recebeu informações de que no veículo apreendido na sexta feira, havia mais droga e dinheiro e de imediato comunicou a Delegada Eliane Goncalves responsável pelo inquérito, que acionou a perícia e uma nova busca foi realizada no veículo, encontrando mais 3KG da droga e cerca de 12.000,00 (Doze mil reais) provenientes do tráfico.⁠⁠⁠⁠

 

Pdbf35bc1 83fc 4dd3 94c0 02092dd1e627oliciais da POLINTER deram cumprimento na manhã de hoje (10/05), no bairro Caranã, na capital, ao Mandado de Prisão expedido pela 3' Vara Criminal da Comarca de Boa Vista/RR em desfavor do indivíduo RIAN VINÍCIUS DE SOUZA ALVES, 22 anos. Ele foi condenado a cumprir pena no REGIME SEMI-ABERTO, pela prática do crime previsto no Art. 157, p. 2°, I, II e V do Código Penal. Após procedimentos de praxe na delegacia, RIAN foi submetido a exame de integridade física no IML e encaminhado para a Cadeia Pública de Boa Vista.⁠⁠⁠⁠

00df16ee 1811 42d6 b87c 691ef6481fd8O documento vai viabilizar que comunicados de prisão em flagrante sejam realizados de forma exclusivamente eletrônica, aprimorando os serviços de virtualização dos processos criminais entre as instituições.

Considerando os esforços das Delegacias de Polícia, do Ministério Público, da Defensoria Pública e do Poder Judiciário quanto os processos de comunicação das prisões em flagrante e demais atos oriundos das Delegacias de Polícia, foi firmado Termo de Cooperação Técnica entre as instituições na manhã desta terça – feira (09), durante reunião no Tribunal de Justiça de Roraima. A partir deste Termo a obrigatoriedade das comunicações de prisão em flagrante serão exclusivamente por comunicados eletrônicos.

Segundo a presidente do Tribunal de Justiça, Desa. Elaine Bianchi, o objetivo do Termo de Cooperação Técnica é buscar soluções acessíveis para contribuir com o trabalho de todos. “Com os comunicados de prisão em flagrantes remetidos ao judiciário de forma eletrônica, haverá uma economia de recursos físicos e será prestado um serviço jurisdicional mais célere”, disse.

A Delegada Geral de Polícia Civil, Edinéia Santos Chagas, ressaltou a importância dessa etapa para a instituição policial. “Estamos empreendendo todos os esforços para que a ferramenta Projudi seja utilizada em sua totalidade pela Polícia Civil. Agora com essa fase do comunicado de prisão em flagrante encaminhado de forma eletrônica, não será mais preciso que o servidor deixe de realizar outras atribuições relevantes apenas para proceder a entrega de documentos, que a partir de agora se encontrarão disponíveis de forma eletrônica para promotores de justiça e defensores públicos”, ressaltou.

As Delegacias de Polícia deverão enviar todos os comunicados de prisão em flagrante e os respectivos documentos para os e-mails fornecidos pelo Ministério Público e Defensoria Pública Estadual criados especificamente para essa finalidade.

Legenda da foto: Dra. Edinéia Santos Chagas (PC/RR), Dra. Teresinha Muniz de Souza Cruz (DPE/RR), Desa. Elaine Bianchi (TJ/RR), e Dra. Elba Christine Amarante de Moraes (MPE/RR).⁠⁠⁠⁠