Terça, 17 Dezembro 2019 19:25

Polícia Civil divulga retrato falado e pede ajuda para encontrar casal suspeito de homicídio

Polícia Civil divulga retrato falado e pede ajuda para encontrar casal suspeito de homicídio IIOC

As investigações realizadas pelos agentes da Polícia Civil que atuam no município do Bonfim, resultaram na elaboração do retrato falado dos principais suspeitos do crime de homicídio que teve como vítima Marcio Fran Batalha Cidade, de 23 anos. O assassinato ocorreu na região da Serra da Lua, no município de Bonfim.
O retrato falado dos suspeitos foram elaborados por peritos do IIOC (Instituto de Identificação Odílio Cruz), com base nas declarações de testemunhas.

De acordo com informações prestadas pelo delegado titular de Bonfim, Alberto Alencar, as investigações apontam que a motivação do homicídio teria sido o interesse da mulher pelo celular da vítima.
Segundo relatos colhidos, o casal de suspeitos, de origem venezuelana, trabalhava em um sítio como caseiros. No mesmo sítio, Marcio estava trabalhando, junto com sua família, na construção de uma cerca.

“Ele e a família estavam alojados em um barracão que não tinha energia. Por isso, todos os dias o Márcio ia à barraca dos venezuelanos carregar o celular. Um dia ele voltou e contou para a mãe, que a esposa do caseiro estava interessada em comprar seu aparelho de telefone. Dias depois ele saiu, por volta das 14h, para carregar o celular e não voltou mais”, contou o delegado Alberto Alencar.


Marcio desapareceu no dia 28 de novembro e a família fez buscas para localizá-lo. Atraídos pela quantidade de urubus, a família encontrou o corpo dois dias depois, dia 30, em um local próximo ao sítio. A Polícia foi acionada e o corpo desenterrado pelos peritos do IML (Instituto Médico Legal).

"Foram encontrados mais de 40 perfurações no corpo do jovem. Logo em seguida o casal fugiu”, revelou o delegado.

Quem tiver informações que possam levar a identificar e localizar o casal pode denunciar pelo Disque Denúncia, no número 181 ou no 95 98119-9499. A identidade será mantida em sigilo.