Segunda, 22 Julho 2019 20:48

Segunda Corrida de Rua da Polícia Civil reúne comunidade e policiais

A corrida fechou a programação de aniversário de 15 anos de institucionalização da PCRR A corrida fechou a programação de aniversário de 15 anos de institucionalização da PCRR Secom/RR

Aproximadamente 400 pessoas participaram, neste domingo, dia 21, da 2ª Corrida da Polícia Civil. A largada foi da Cidade da Polícia e o percurso de sete quilômetros, com chegada à frente da Delegacia Geral. A corrida de rua faz parte da programação de aniversário de 15 anos de institucionalização da PCRR (Polícia Civil de Roraima), marcada pela posse da primeira turma de policiais civis do quadro efetivo do Estado.

O primeiro a cruzar a linha de chegada foi o estudante Mário Henrique, de 16 anos, com a marca de 23m56. Em segundo lugar chegou Valdenir Costa e, em terceiro, Ananinas Lopes.

Na categoria feminino, quem primeiro cruzou a linha de chegada foi Cristiane Bezerra, seguida de Rosilene de Jesus e Ciane Keyla completou o pódio. Todos receberam medalhas.

Entre os policiais civis, quem despontou na linha de chegada primeiro foi o agente carcerário Anderson Andrade, aos 29m29; em seguida, o agente de Polícia Paulo dos Anjos e, fechando a terceira marca, Francisco Félix.

Na categoria feminino, aos 37m34 cruzou a chegada a agente carcerária Lucimara Simplício, em segundo Adriana Viana e, em terceiro lugar, Carmem Lúcia de Araújo. Os policiais civis, além das medalhas também receberam troféus.

O objetivo da corrida é o incentivo a prática esportiva e a integração da polícia com comunidade. Participando de corrida de rua há 10 anos, Celso Rodrigues, ficou sabendo da corrida uma hora antes da largada e não ficou de fora. “Vim para testar meu tempo e esporte é saúde, não deu para ficar de fora”, disse.

Para o Delegado Geral, Herbert de Amorim Cardoso, o evento que encerrou as atividades comemorativas aos 15 anos da Polícia Civil superou as expectativas. “Conseguimos integrar a Polícia e a sociedade e esse era nosso objetivo. Esperamos que a cada ano aumente a participação de todos”, afirmou Cardoso.