Polícia Civil soluciona mais um caso de homicídio

 

 

42fddc35 ab57 471e b3d9 8d35afc468b6O caso ocorreu no dia 17.10.17, por volta das 01h36min, na Avenida Flamboyant, no bairro Jardim Primavera.

A vítima Carlos Magno Rodrigues, 22 anos, foi esfaqueada, com um golpe na pescoço, pelo infrator Helton dos Santos Nogueira.

Quanto ao crime, desde o dia do esfaqueamento, investigadores da Delegacia Geral de Homicídios tentavam qualificar e localizar o suspeito, identificado inicialmente apenas como Zé Prego, suposto amigo da vítima.

O infrator foi devidamente identificado e qualificado nas investigações e estava sendo procurado para prestar interrogatório.

Helton, 22 anos, se apresentou na Delegacia Geral de Homicídios,

prestou interrogatório ao Delegado Dr. Cristiano Camapum, titular de Delegacia Geral de Homicídios, e confessou o crime, alegando que deu o golpe de faca na vítima, para se defender de um tentativa de esfaqueamento perpetrada pela vítima, por causa de um desentendimento quanto ao troco da compra de cigarros, no valor de R$ 2,00 (dois reais).

A vítima queria o troco e o infrator não quis entregar, pois não foi a vítima que deu o dinheiro para comprar os cigarros.

As versões das testemunhas já ouvidas não indicam a ocorrência de legítima defesa, não há relatos de que a vítima também estivesse armada.

Helton indicou outras testemunhas que também serão ouvidas.

Helton responderá em liberdade, devido à apresentação com advogado (apresentação espontânea), pelo crime de homicídio qualificado, por motivo fútil, (quando o motivo do crime é insignificante) 
(Art. 121, § 2º, inciso II, do CP)